- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Rio interdita festa rave marcada para ilha na Barra da Tijuca

Mais Lidas

Atibaia recebe R$300.000,00 a pedido da deputada federal Carla Zambelli – Carla Zambelli

A pedido da deputada federal Carla Zambelli, o Ministério da Saúde destinou R$300.000,00 para o município de Atibaia...

Martinópolis recebe R$500.000,00 a pedido da deputada federal Carla Zambelli – Carla Zambelli

A cidade de Martinópolis recebeu, após pedido da deputada federal Carla Zambelli ao Ministério da Saúde, verba no...

Contra o COVID-19, Santa Rita do Passa Quatro recebe R$400.000,00 a pedido da deputada Carla Zambelli – Carla Zambelli

A pedido da deputada federal Carla Zambelli, o ministério da Saúde destinou R$400.000,00 para o município de Santa Rita...

A prefeitura do Rio de Janeiro interditou, hoje (16), o evento de música eletrônica Ilha Sunset, que aconteceria – sem autorização e alvará de funcionamento -, das 12h às 24h, para um público estimado em trezentas pessoas, na Ilha do Ipê, na região da Gigoia, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade.

Coordenada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), a operação integrada contou com agentes das coordenadorias de Licenciamento e Fiscalização  e de Controle Urbano, do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses e da Guarda Municipal, além do apoio da Polícia Militar.

As equipes utilizaram botes e barcos para acessar o local da festa, que, além de ser divulgada em redes sociais, foi denunciada ao telefone 1746 da prefeitura.

O secretário municipal de Ordem Pública, delegado Brenno Carnevale, disse que, “sem prejuízo das ações de conscientização, que começaram ontem (15) e continuam hoje e amanhã por diversos bairros da cidade, a prefeitura do Rio não vai abrir mão de impedir eventos que contrariam as medidas de proteção à vida que estão em vigor. Esse trabalho é preventivo para salvar vidas. Precisamos da colaboração de todos para reduzir os índices de vítimas da covid-19”, afirmou.

Na área do evento, foram encontradas diversas bebidas, caixas de som e uma pista de dança, que estão  proibidas durante a vigência das medidas de proteção à vida da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Entre os materiais apreendidos, estão bebidas, produtos que seriam consumidos na festa, mesas, aparelhos e caixas de som.

Conscientização

Em outra frente, a prefeitura do Rio iniciou, nesta sexta-feira (15), as ações integradas da Secretaria de Ordem Pública (Seop), Defesa Civil, Vigilância Sanitária e Guarda Municipal. Elas abrangeram estabelecimentos comerciais do Leblon, da Barra da Tijuca e da Lapa onde foi inspecionado o cumprimento de medidas de proteção à vida.

A operação, que se estenderá ao longo do fim de semana em regiões das zonas sul, norte e oeste, acontece em locais de alto risco de alerta para covid-19. No primeiro dia, 33 estabelecimentos foram inspecionados pelos comboios que orientaram o público e proprietários quanto às normas de prevenção e corrigiram situações flagradas.

Foram emitidos pelos fiscais do Instituto de Vigilância Sanitária 12 autos de infração por descumprimento das medidas preconizadas. Houve uma interdição cautelar. Os nomes dos estabelecimentos punidos não foram divulgados.

 

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Primeira-dama faz integração de crianças de abrigo com PMDF – Agência Brasília

Visita mesclou momentos de brincadeiras e aprendizado / Foto: Glênio Dettmar / Subchefia de Políticas Sociais e Primeira InfânciaCrianças que vivem no Instituto...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo