- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Coluna – CBLoL volta em novo formato neste sábado

Mais Lidas

Atibaia recebe R$300.000,00 a pedido da deputada federal Carla Zambelli – Carla Zambelli

A pedido da deputada federal Carla Zambelli, o Ministério da Saúde destinou R$300.000,00 para o município de Atibaia...

Martinópolis recebe R$500.000,00 a pedido da deputada federal Carla Zambelli – Carla Zambelli

A cidade de Martinópolis recebeu, após pedido da deputada federal Carla Zambelli ao Ministério da Saúde, verba no...

Contra o COVID-19, Santa Rita do Passa Quatro recebe R$400.000,00 a pedido da deputada Carla Zambelli – Carla Zambelli

A pedido da deputada federal Carla Zambelli, o ministério da Saúde destinou R$400.000,00 para o município de Santa Rita...

A temporada de 2021 de League of Legends (LoL) foi inaugurada com o início da LPL (China) e da LCK (Coreia do Sul), as ligas mais fortes do mundo. Aqui no Brasil, o CBLoL começa no próximo fim de semana, com o novo formato de franquias. Por enquanto, quase todos os torneios ainda estão sendo disputados de forma online por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Esse é só um dos principais pontos a serem observados para quem quer acompanhar o cenário de LoL 2021. Eu separei alguns aqui abaixo.

CBLoL 

O Campeonato Brasileiro de LoL (CBLoL) está de volta a partir de sábado (16). A novidade no primeiro split de 2021 é o formato de franquias, seguindo um modelo já adotado nas ligas dos Estados Unidos e da Europa, e que também será aplicado este ano na Coreia do Sul. O CBLoL funcionará mais ou menos como na NBA, onde todos os clubes participantes dividem os custos e a responsabilidade pelo bom andamento da competição. Receitas e patrocínios também são partilhados entre todos.

Por conta disso, não existe mais rebaixamento, ou mesmo a existência de uma segunda divisão. Ligas de menor relevância podem acabar surgindo, como ocorre nos Estados Unidos, onde foi formada a LCS Academy, com times B da LCS, que visa a formação de talentos para a equipe principal. Na Europa, foram montadas ligas regionais, também com o objetivo de descobrir novos craques no game. Por enquanto, não existe nada parecido no Brasil. A partir de agora, qualquer time que deseje ingressar no CBLoL terá que negociar com a Riot Games Brasil, que atua como administradora da liga.

Dez equipes estão confirmadas no CBLoL 2021, duas a mais que no formato adotado até o ano passado. Algumas são estreantes no torneio: Cruzeiro, Loud, Rensga e Vorax (embora esta última seja resultante da fusão da Prodigy, que já participou do CBLoL, e a Falkol). As demais são velhas conhecidas dos torcedores: Flamengo, Furia, INTZ, KaBuM!, paiN Gaming e RED Canids.

Fator pandemia

Disputas presenciais, por enquanto, só na LPL (China). O mundo do e-sports, em geral, ainda tem seguido essa linha, com disputas online e sem torcida. Campeonatos internacionais têm sido cancelados ou sofrido adaptações, uma tendência que ainda deve se manter nos próximos meses.

O título no primeiro split do CBLoL  garante vaga ao MSI 2021, principal torneio internacional depois do mundial. Ano passado, a competição foi cancelada por conta da pandemia. Por enquanto, a edição deste ano não está confirmada. 

Apesar disso, é bastante provável que o mundial de LoL volte a ocorrer no fim do ano. A edição dae 2020 ocorreu na China em formato presencial, mesmo com os desafios impostos pela pandemia de covid-19. A Riot Games desistiu de realizar o torneio em mais de uma cidade na China, como inicialmente previsto, e optou por criar uma bolha anti-covid em Xangai. A presença de torcida só foi liberada, com algumas restrições, na grande final vencida pela sul-coreana DAMWON Gaming.

Para a edição de 2021, a Riot já revelou que almeja entregar a experiência completa do mundial para os chineses. Mas isso é algo que precisará ser confirmado ao decorrer do ano, a depender da evolução da doença e do processo de vacinação ao redor do mundo. Por enquanto, a desenvolvedora apenas revelou que a grande final será realizada em Shenzhen, cidade vizinha a Hong Kong.

Novos personagens

A Riot Games revelou que a temporada 2021 do game trará quatro novos “campeões”, como são chamados os guerreiros à disposição dos jogadores. Quando LoL foi lançado, em 2009, eram apenas 40. Hoje, eles já somam mais de 150.

Por enquanto, o único personagem revelado é Viego, o Rei Destruído. O vilão tem a habilidade de possuir temporariamente os inimigos abatidos. Quando isso acontece, ele é capaz de usar os itens e habilidades do rival. Viego já está disponível nos servidores de teste da Riot Games, e deve estrear oficialmente para todos os jogadores ainda este mês.

Universo expandido

O universo de LoL foi expandido em 2019 com o anúncio de vários games relacionados. O primeiro deles foi Teamfight Tactics, jogo do gênero “auto chess” que aos poucos vai formando um cenário competitivo. No ano passado, a Riot lançou Legends of Runeterra, game de cartas que utiliza os mesmos personagens e cenários de LoL. Vale lembrar que Valorant, jogo de tiro em primeira pessoa da Riot Games que tem crescido em popularidade, não faz parte do mesmo universo e traz uma história à parte.

Outro destaque promissor é LoL:Wild Rift, versão mobile do principal título da companhia. Uma versão beta foi lançada no ano passado apenas para alguns sortudos que se inscreveram para conseguir o acesso em um número seleto de países, incluindo o Brasil. Em 2021, o game deve ser lançado oficialmente e ganhar um cenário competitivo oficial, embora a Riot não tenha dado mais detalhes.

A desenvolvedora tem na manga ainda outros jogos, ainda sem data de lançamento confirmada, como “Ruined King: A League of Legends Story”, um RPG para Switch, PS4, Xbox One e PC. Existem ainda outros projetos sem nomes definidos, como um jogo de luta, um jogo de ação e um MMORPG. Ainda que eles não sejam disponibilizados este ano, é possível que mais detalhes sobre esses títulos venham a público nos próximos meses.

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: