- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

CAF aprova apoio de até US$ 3 milhões para relicitar Malha Oeste

Mais Lidas

Atibaia recebe R$300.000,00 a pedido da deputada federal Carla Zambelli – Carla Zambelli

A pedido da deputada federal Carla Zambelli, o Ministério da Saúde destinou R$300.000,00 para o município de Atibaia...

Martinópolis recebe R$500.000,00 a pedido da deputada federal Carla Zambelli – Carla Zambelli

A cidade de Martinópolis recebeu, após pedido da deputada federal Carla Zambelli ao Ministério da Saúde, verba no...

Contra o COVID-19, Santa Rita do Passa Quatro recebe R$400.000,00 a pedido da deputada Carla Zambelli – Carla Zambelli

A pedido da deputada federal Carla Zambelli, o ministério da Saúde destinou R$400.000,00 para o município de Santa Rita...

Aprovada na última reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), a relicitação da ferrovia Malha Oeste receberá apoio técnico do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). A instituição financeira aprovou acordo de cooperação técnica no valor de até US$ 3 milhões.

O CAF contratará consultores do setor privado para realizarem estudos de viabilidade técnica, econômica, ambiental e jurídica. A instituição também oferecerá apoio técnico para elaborar o projeto em conjunto com a equipe do governo brasileiro.

O cronograma preliminar do projeto prevê a contratação dos consultores para a realização dos estudos ainda no primeiro semestre de 2021. A publicação do edital e o leilão da nova concessão, que serão feitos pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), devem ocorrer no primeiro semestre de 2023.

Em outubro do ano passado, a Secretaria Especial do PPI do Ministério da Economia pediu ao CAF apoio técnico e financeiro para contratar consultores e elaborar os estudos para a licitação. O pedido foi feito após consultas ao Ministério da Infraestrutura e com subsídios da ANTT e da Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

Com 1.973 quilômetros de extensão nos estados de São Paulo e de Mato Grosso do Sul, a Malha Oeste tem bitola (distância entre os trilhos) de um metro e atualmente é controlada pela Rumo. A empresa também detém as concessões das Malhas Paulista, Norte, Central e Sul.

Em julho do ano passado, a controladora da Malha Oeste pediu à ANTT a devolução da concessão e a realização de um novo leilão de licitação. Em nota, a Secretaria do PPI informou que a ferrovia está com a infraestrutura depreciada e com investimentos abaixo do necessário para a operação adequada do serviço.

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

W3 Sul ganha novas lixeiras – Agência Brasília

Nesta primeira etapa, foram priorizados os locais próximos às paradas de ônibus, unidades de saúde e outros equipamentos públicos, como a Escola Parque...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: