- PUBLICIDADE -

Mais 21 lotes para o Setor de Embaixadas Norte – Agência Brasília

Mais Lidas

Com quase 600 mil metros quadrados, o setor tem bastante espaço e vai ganhar nova vida, retomando a urbanização da Asa Norte | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Brasília vai ganhar uma segunda etapa do Setor de Embaixadas Norte (SEN), com mais 21 unidades habitacionais destinadas à construção de sedes para representações diplomáticas de outros países. O setor, que em seus 593.723,53 m² ainda tem muitos terrenos vazios, terá também uma praça e um parque rodeado de ciclovias. Os lotes foram doados à União, e cabe ao governo federal dar destinação aos imóveis e executar as obras. O GDF também vai colaborar com o processo.

Para tanto, a  Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) publicou no Diário Oficial do DF, na semana passada, um aviso de abertura de licitação para contratar uma empresa encarregada de elaborar os projetos básicos e executivos que complementem a drenagem pluvial e pavimentação locais. A concorrência ocorrerá no próximo dia 23. Os interessados deverão comparecer à Terracap às 10h para a abertura das propostas. Ganha quem oferecer o menor preço.

Mais espaço

O projeto de pavimentação e de drenagem, bem como os de abastecimento de energia e de água e esgotamento sanitário, visa atender à condição estabelecida pelo Instituto Brasília Ambiental para obtenção de Licença de Implantação, que permite o início das obras. O projeto de energia está sendo elaborado por servidores da própria Terracap, e o de água e esgoto, pela Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb). Ambos têm a expectativa de conclusão em 90 dias.

Segundo a Terracap, além de atender a uma demanda dos comandos da Marinha do Brasil e da Aeronáutica – que, por determinação do governo federal, deverão desocupar os edifícios em que estão situados, na Esplanada dos Ministérios –, os novos terrenos vão ampliar o espaço para embaixadas na capital federal. “Isso significa a retomada da urbanização da Asa Norte, dando mais espaço às representações diplomáticas para apresentar ao brasiliense suas culturas”, destaca o diretor técnico da Terracap, Hamilton Lourenço Filho.

Arte: Divulgação
Também estão previstas, na área demarcada, uma praça e um parque com ciclovias | Arte: Divulgação

Parque Internacional da Paz

Em 2017, o GDF assinou decreto que aprovou o projeto urbanístico de parcelamento para a segunda etapa do SEN. São 21 novos lotes, 18 de uso institucional/prestação de serviços — destinados a embaixadas e outros órgãos — e três com uso comercial de bens e serviços/prestação de serviços/institucional. Os terrenos das embaixadas terão cerca de 20 mil m² cada um.

A segunda etapa do Setor de Embaixadas Norte ganhará a Praça e o Parque Urbano Internacional da Paz. O parque, de 65,3 mil m², será rodeado por uma ciclovia. Na área interna, haverá uma bacia de contenção para águas pluviais e um espaço dedicado a esculturas. A proposta é que o local seja criado com a cooperação das embaixadas.

O projeto também trata da acessibilidade e pontua a necessidade de construção de plataformas elevadas nas entradas e saídas de veículos e nos bolsões de estacionamento, a fim de criar um nível contínuo das calçadas para facilitar a circulação de pedestres.

Galeria de Fotos

Mais 21 lotes para o Setor de Embaixadas Norte

Fonte: Agência Brasilia

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

Portal Goiás – Governador busca recursos para obras de moradias e melhorias na malha viária do Estado

Em agenda em Brasília nesta terça-feira (20/10), o governador Ronaldo Caiado esteve com o ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho, para...

GDF encaminha à CLDF prorrogação do auxílio para transporte escolar – Agência Brasília

O benefício concedido a proprietários de transporte escolar e de turismo começou em junho. O valor de R$ 1,2 mil mensais serviu como...
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

%d blogueiros gostam disto: