Foto ilustrativa

O Jornal Fogo  Cruzado decide fazer uma matéria para informar a população do que seria a sentença que hoje aflige  Moradores do setor Santa Luzia da Estrutural que estão preocupados com nova sentença que a Justiça manda o GDF remover em seis meses invasões na Cidade Estrutural e proteger áreas próximas ao Parque Nacional de Brasília.

Entre essas áreas esta o Parque Urbano, quadras 2, 7 e 14, do Setor Oeste da Estrutural, Santa Luzia.  

A Sentença proferida pelo Juiz Carlos Frederico Maroja de Medeiros, da Vara de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Fundiário do Distrito Federal, determina a remoção de moradias em diversas áreas hoje ocupadas por residências na Estrutural e o cercamento e a recuperação florestal das Áreas de Relevante Interesse Ecológico da Vila Estrutural e do Córrego Cabeceira do Valo, além do Parque Urbano Vila Estrutural.

A sentença, ainda de primeira instância, foi proferida no âmbito da Ação Civil Pública 2015.01.1.057244-4, movida, há dois anos, pelo Ministério Público contra o Distrito Federal, a Companhia Imobiliária de Brasília – Terracap, o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Distrito Federal (IBRAN) e o Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal (DER-DF).

Além de desocupar as duas Aries e o Parque Urbano Vila Estrutural, retirando todas as edificações e moradias no seu interior, a Terracap terá que desativar e lacrar em 180 dias as fossas, as cacimbas e poços de captação d’água. Foi condenada também a remover todas as edificações existentes na faixa de 300 metros a partir da cerca do Parque Nacional de Brasília e impedir que as localidades voltem a ser ocupadas. A remoção terá que ocorrer num prazo máximo de seis meses. Essa faixa de 300 metros será então delimitada por uma cerca de alambrado metálico sob responsabilidade da Caesb. Na verdade, desde 2004 a Caesb se comprometeu a fazer isso, mas – mas não cumpriu um Termo de Ajuste de Conduta firmado com o Ministério Público. Caberá, ainda, à Terracap, repassar ao Parque Nacional de Brasília o valor de R$ 450 mil a título de multa.

Parque Urbano

Coisa de louco!

Tentaram Regularizar a Estrutural e colocaram o Parque Urbano dentro da quadra 12, Segundo alguns que se “dizem” Dr. (s)  entraram com processo  na justiça para remoção da quadra 12 alegando que a 12 estava dentro do Parque Urbano, como muitos sabem a quadra 12 é a primeira quadra da Estrutural que o próprio governo  colocou  neste  local onde ela se encontra hoje, mas como é de se esperar aparece um bando de sem noção e faz um projeto prejudicando os moradores da quadra 12 colocando o anel do parque urbano dentro da quadra 12, os sem noção que estamos falando são a ex- administradora com sua equipe que fazia seus projetos por debaixo do pano com supostos esquemas no governo passado.

Em 2015  alguns líderes com um corpo dentro de uma determinada entidade pede a regularização da cidade estrutural entrando com processo no MP, Os sem noção também representam os moradores  na justiça pedindo a regularização da Cidade Estrutural sem se preocupar com os moradores da Santa luzia e das quadras em questão.

Contradição

 

  • A Caesb esteve fazendo medição há alguns dias para instalação de água e esgoto na quadra 12, segundo a caesb as instalações seriam feitas em menos de  60 dias.
  • A codhab esteve fazendo levantamento dos moradores para uma possível regularização também na quadra 12.
  • Algumas lideranças se reuniram dentro do parque urbano  para discutir um projeto para implantação do batalhão de polícia  no parque urbano, e também a construção de um colégio do lado do Centro Olímpico.

 

Santa Luzia

 

  • A codhab tenta implantar o sistema do minhocão no Santa Luzia fazendo casa sobreposta para atingir o máximo de moradores do Santa Luzia e assim resolver o problema do local.
  • Outro problema que deixa moradores de orelha em pé, é a questão da igreja católica que esta dentro da Santa Luzia, como ficará a igreja, será que ficará em escombros mesmo com todo trabalho social feito naquela região, e será removida com todos os moradores?

 

  Essa é de lascar !!!

Administrador Evanildo Macedo se vira nos 30 com abacaxi tamanho gigante da Administração passada.

Casas em local de colégio, igrejas em local de creche, parque urbano em local de casas, casas em local de creche, e  assim o pau vai moendo

Tudo isso aconteceu simplesmente porque o governo colocou uma administradora que não era moradora da Estrutural.

Moradores aguardam 2018 para a mudança do pedote da Cidade, a melhor alternativa.

Por: Edvaldo Campos

Nada além da verdade

Comentários

Atenção! Os comentários do Jornal Fogo Cruzado DF são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios podem ser denunciados por outros usuários, acarretando até mesmo a perda da conta do Facebook.
COMPARTIHAR