Moradores do DF encontraram as estações do metrô fechadas na manhã desta sexta (28). Na noite de quinta (27) a empresa anunciou que os trens não funcionariam por causa das manifestações contra a reforma trabalhista e da previdência.

Ônibus também permaneceram nas garagens. Dois pedidos de liminar para impedir a greve no sistema de transporte foram negados ainda na quinta-feira. Para a circulação de carros, o DER anunciou que as faixas exclusivas para ônibus na EPTG e EPNB foram liberadas.

Na via que dá acesso para Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, manifestantes atearam fogo em pneus para impedir o trânsito. Por volta das 5h30 desta sexta-feira (28), de acordo com a Polícia Militar, cerca de 300 manifestantes fizeram barricadas bloqueando os dois sentidos da pista. Passageiros tiveram que descer dos carros e seguir a pé para o aeroporto.

Em nota, a Inframerica, concessionária responsável pela gestão do aeroporto de Brasília, informou que devido a greve geral, dos 26 voos previstos para o período de meia-noite às 06h, quatro sofreram atrasos acima de 30 minutos e dois foram cancelados. A previsão é que 51 mil passageiros passem pelo aeroporto nesta sexta.

Comentários

Atenção! Os comentários do Jornal Fogo Cruzado DF são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios podem ser denunciados por outros usuários, acarretando até mesmo a perda da conta do Facebook.
COMPARTIHAR